27 de jul de 2017

Relato Pessoal: Cateterismo Cardíaco e Ablação



Saudações, meus caros leitores.
Hoje fiz questão de deixar registrado neste blog uma experiência que passei, referente a um exame invasivo junto com a cauterização.

Muitos que me conhecem, ja sabiam de um problema físico cardíaco que eu carregava. Mas ontem, finalmente tive a coragem de efetuar logo a correção antes que fosse tarde de mais.

Desde meus 12 anos de idade, tenho vários ataques de arritimia. Geralmente ocorria 2 vezes por ano. Era algo que não tinha como controlar. Do nada os batimentos cardíaco iam para 240 por minuto. E somente aplicando o reversor químico Adenosina que conseguia reverter o caso.

Em fim.

Foi marcado o Estudo Eletro Fisiológico ( conhecido como cateterismo) para ontem,
Realizei em São Bernardo do Campo no Centro de Hemodinâmica ABC Imagem, com o Dr. Alessandro Amaral e sua Equipe.

Nunca imaginei que seria tão simples e rápido!

O procedimento é o seguinte>Após deitar na maca de cirurgia, eles te cobrem com roupa própria para cirurgia, deixando somente a virilha exposta. Depois aplicam 2 anestesias local e em seguida introduzem 1 cateter. Rapidamente ja manipulam aquele fio até a chegada no coração. Quando o fio está ja no coração, você sente uma sensação semelhante de um cabelo enroscado na garganta. Em seguida eles estimulam o coração a aumentar os batimentos cardíacos para 210 por minuto, para ver se realmente está tendo a arritimia.
Antes do estímulo, o Dr. localizou o problema. Eu realmente tinha um desvio no atrio do lado esquerdo, e que este precisaria ser cauterizado.
Então após os estimulos, ele introduz mais 2 cateteres pela virilha até chegar no desvio. Estimulam a arritima e queimam com radiofrequência por 1 minuto a temperadura de 60 graus.
A dor é grande, queima todo o peito. Assim que a dor se torna insuportável, eles pedem para avisar pois será hora de parar de cauterizar.
Bom, foi um sucesso!
Após cauterizarem o desvio, eles aguardam meia hora e em seguida estimulam novamente varias vezes a arritimia. Caso nada ocorra, é porque foi solucionado o problema.

Em seguida retiram somente os fios e depois retiram os cateteres e fazem compressão com a mão por 20 minutos para estancar o sangue na região perfurada. Depois colocam gases e uma fita supera larga e apertada e assim permaneci por 5 horas sem poder mexer a perna direita.
Após este tempo, ja me deram alta e fui para casa repousar.
Tempo de repouso em casa é de 4 dias. E todas as medicações estão suspensas.
Hoje retirei o curativo e ja está estancado os 3 furos.
Só 1 furo que ficou meio preto, mas logo some.
Doi bem pouco a região perfurada.
Mas sem dores no peito nem nenhum sintoma.

Tudo super rapido, sem burocracia.
E paz foi devolvida a meu coração.
Sinto uma leveza muito grande no peito, me sinto bem melhor.
Agora estou de repouso, hoje é meu 2º dia pós cirurgico e queria deixar registrado, pois sei que muita gente pesquisa antes de fazer essa cirurgia.


Gratidão a todos pela força e por estarem comigo em pensamento.
Em breve mais postagens.

Carpe Noctem
LunA Daimon

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba em seu Email os novos Posts publicados aqui

Postagens Mais Procuradas