28 de jan de 2016

O Vazio Incerto



O Vazio Incerto
(LunA Daimon )

Quando o vazio lhe bater a porta
Não preste muita atenção,
Ao estender a mão amiga
Logo ele te puxa para o abismo
Abismo louco e profundo
Que parece não ter fim

O tempo vai passando
Enquanto por dentro desmorona
Por fora calmaria aparente
Leve sorriso deprimente

Vazio perturbador
Se estende em pleno torpor
Transparente de nada a dizer
Apenas deixando-se ver
O vento soprar as horas
E derreter longas tardes e auroras
Sem nunca chegar
Ao fim.

Doenças e as Emoções

Segundo a psicóloga americana Loise L. Hay, todas as doenças que temos são criadas por nós. Afirma ela, que somos 100% responsáveis por tudo de ruim que acontece no nosso organismo. “Todas as doenças tem origem num estado de não-perdão“, afirma. Sempre que estamos doentes, necessitamos descobrir a quem precisamos perdoar. Quando carregamos por um certo tempo e reprimimos e tentamos fingir que não estamos sentindo. Essas emoções negativas ativam nossas células físicas fazendo com que surjam as tais doenças físicas.Lembrando que, não adianta se entupir de remédios se por dentro continuarmos a pensar e a sentir negativamente a mesma coisa. Pois deste forma a doença voltará e ali ficará até resolvermos nossos reais sentimentos ocultos.

Segue abaixo a tabela contendo a doença e as emoções negativas carregadas dentro do nosso inconsciente:


AMIGDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada.

ANOREXIA: Ódio ao externo de si mesmo.
APENDICITE: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom.
ARTERIOSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem.
ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo.
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido.
BRONQUITE: Ambiente familiar inflamado. Gritos, discussões.
CÂNCER: Magoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo.
COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria.
DERRAME: Resistência. Rejeição a vida.
DIABETES: Tristeza profunda.
DIARRÉIA: Medo, rejeição, fuga.
DOR DE CABEÇA: Autocrítica, falta de auto-valorização.
ENXAQUECA: Medos sexuais. Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista.
FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro.
FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer.
GASTRITE: Incerteza profunda. Sensação de condenação.
HEMORROIDAS: Medo de prazos determinados. Raiva do passado.
HEPATITE: Raiva, ódio. Resistência a mudanças.
INSONIA: Medo e culpa.
LABIRINTITE: Medo de não estar no controle.
MENINGITE: Tumulto interior. Falta de apoio.
NÓDULOS: Ressentimento, frustração. Ego ferido.
PELE (ACNE): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo.
PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida.
PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro não resolvido.
PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente.
PULMÕES: Medo de absorver a vida.
QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução.
RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas.
REUMATISMO: Sentir-se vitima. Falta de amor. Amargura.
RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional. Culpa, crença em perseguição.
RINS: Crítica, desapontamento, fracasso.
SINUSITE: Irritação com pessoa próxima.
TIROÍDE: Humilhação.
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos.
ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante.
VARIZES: Desencorajamento. Sentir-se sobrecarregado.

Carpe Noctem

13 de jan de 2016

Faça Questão



Sabe o que eu quero? Ser feliz ...
Poder viver intensamente cada instante com aqueles que aprecio e com aqueles que fazem questão da minha presença...
Pois o que mais existe aí fora é desolação ... Pessoas vazias que não estão notando as areias do tempo cair tão depressa e sutil que logo envelhecerão e passarão o resto de suas subvidas lamuriando as oportunidades perdidas!
Cadê as reuniões com os friends? Onde está o FAÇO QUESTÃO de fazer acontecer?
O que vejo são apenas "vou ver se dá" e no final nunca dá ne ...
Triste ...
Bora conquistar amigos que fazem questão de nos ver de se comunicar, pois de vazio já basta a cabeça e o coração da maioria.
Carpe Noctem
LunA Daimon

Receba em seu Email os novos Posts publicados aqui

Postagens Mais Procuradas