20 de dez de 2013

A Dança dos Mortos




Dança dos Mortos

Ela está obscurecida
Pelos temores da estranha vida
Ela canta para os fantasmas do passado
Um futuro indesejado
Que se vive
Que se sofre
Sem ter
Como desaparecer
Como uma caixa de música quebrado
As melodias se transformam
Em gritos e sussuros Infernais

Dance a dança dos mortos
Em silêncio
Deslize suas presas
Em um corpo quente
Enloquente

Ela perde os sentidos
Ela não está mais presente
Hipnotizada pelas vozes
Dormentes

Ouça o violino
Ouça o que digo
Apenas dance em silêncio
Envolva-se neste estranho sentimento
Frenético
Incógnito

Ela adormece
Nos braços da escuridão
Eles a protege
Da doce tentação
De viver o que não foi vivido
Para obter novamente
A sensação de estar vivo

Dance a dança dos mortos
Em silêncio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba em seu Email os novos Posts publicados aqui

Postagens Mais Procuradas