27 de set de 2013

Resgate-me



Resgate-me
Escrito por LunA Daimon


Mas que estrada é esta?
Em que os olhos estão distantes,
Nossos corações estão em silêncio,
Só há frio aqui dentro

As horas se perderam
Junto as tempestades do caos,
Que existe aqui dentro.

Onde está seu carinho?
Onde foi parar seu sorriso?
O que há com vossas palavras?

Antes tão sólidas,
Hoje quebradiças
Como um delicado vidro fino.

Estendo minha mão,
Para vos ajudar,
Fecho meus olhos
Para as tormentas,
Deste mar negro passar.

Procuro não escutar,
Meus demônios que assombram,
Busco tentar sonhar,
Com o dia que não me sentirei
Mais perdida.

Resgate-me deste abismo,
Puxe-me para os céus,
Mesmo que cinzentos,
Apenas resgate-me.

Olhe para dentro deste globo,
Esfumaçado translúcido,
Veja o que vossa melodia fez.

Junto ao vento gélido
Partículas cortantes,
Voam em minha direção,
Mais uma vez.

Silêncio!
Não cante esta canção novamente,
Silêncio!
Veja o que esta melodia fez com a gente.

Puxe-me para os céus
Tira-me deste abismo,
Não cante está canção,
Apenas, RESGATE-ME!


Um comentário:

Seguidores

Receba em seu Email os novos Posts publicados aqui

Postagens Mais Procuradas