24 de set de 2012

Poetas Perdidos

Abstrato



Abstrato
Escrito por LunAh Kocskaas

Voe, cante, brinque
Com o brilho da lua
Com as noites tristes
Torne-as mais claras
Cultivando a ternura

O tempo é você quem faz
Os sonhos somente você quem traz
Para a realidade.

Sonhe enquanto podes
Sorria enquanto sentes essa louca vontade
Deseje mais felicidade
Leia e se perca nas linhas e nas margens
De desenhos abstratos

Vida abstrara
Indefinida
Pouco contornada

Artista no silêncio
Bater de asas
Desespero
Voe , voe , voe
Para dentro do espelho

Espelhos refletindo a esperança
Alegria voltando
Como uma doce criança
Correndo cheio de esperanças
De um dia brilhante

Cultive
Mude
Sorria
Não sejas rude
Mate o orgulho
E acredite
Além de cada túmulo
Estará um novo recomeço.


Seguidores

Receba em seu Email os novos Posts publicados aqui

Postagens Mais Procuradas