31 de mai de 2009

Distante


Distante
(31.05.2009 – By Luna)

Uma nova tarde se seguiu
Em meus olhos brilharam o vazio
Distante
Melancolicamente inebriante
Alma faminta solitária
Preso a um corpo jovem
Vagando em meio ao nada
Viveu séculos de inteligência
Bela dama soturna
Vagante das noites de lua
Dança a dança das lâminas que cortam
Esperanças que brotam
Nos sonhos jamais sonhados
Docilmente roubados
Com as mais belas ondas
De um oceano moribundo e negro
Vazio aqui dentro está
Vazio ouço a lâmina cantar
Em sua pele
Coração a acelerar
Nada consegues enxergar
Além do corpo pálido e branco
Que começa a se avermelhar
Distante está tudo
Distante começa a ficar
Onde o fim se une ao início
Onde tudo não será como está
A vida perdendo o sentido
O amor se entregando ao ódio
Fúria se mistura a tranqüilidade
Só restam saudade
Da paz que um dia nasceu e desapareceu
Sem dizer ao menos
Uma única palavra:
Adeus.

21 de mai de 2009

A complexidade da Solidão Inexplicável






Dezenas de emails, scraps, algumas cartas, longas conversas ... Agitação, turbilhão de pensamentos, idéias, que ocupa nosso tempo a cada novo dia, a cada nova noite. Olho no relógio, ja é hora de dormir. Olho no relógio novamente, ja é hora de acordar e recomeçar mais um longo dia exaustivo cheio de trabalhos a serem feitos, centenas de idéias a serem conversadas.

Final do dia, algo nos faz parar ... Quando entramos por alguns instantes em silêncio e não temos ninguém para comentar, notamos uma sensação estranha, e pensamos: "Este não é o meu lugar"

Olhando para fora, vemos tantas pessoas que dizem ser nossos amigos, porém sempre sentimos alguma falta. Algum tipo de vazio .... E só ao sentirmos isso, vemos que poucos amigos conseguem nos completar, pois muitos estão sem tempo para conversar, e poucos possuem a compreensão necessária para caminhar junto a nós.

Tão perto e ao mesmo tempo tão distante.

Se não caminhas lado a lado, a incompreensão se torna presente ... Quando desejamos mais presença de quem gostamos e não temos, será que ja não é hora de se voltarmos para dentro de nós mesmos e ver que cada um desses amigos estão em um caminho diferente? E se não podemos acompanhá-los, só nos restará valorizar o pouco tempo e as poucas oportunidades que temos de estar junto a eles.

E quando chegar a hora, só poderemos trilhar nosso próprio caminho sozinhos. E aceitar o fato de que devemos preencher esse vazio com nós mesmos, pois tudo que não ser e vier de nós, partirás e só restará a complexidade da Solidão Inexplicável.

6 de mai de 2009

Mortos- Vivos: Corrupção e Exploração Humana






Hoje estive a lembrar de alguns ocorridos que minha família vivenciou e que centenas de pessoas vivenciam todos os dias; a corrupção e a exploração humana.

Até onde o ser humano consegue chegar em busca pelo poder excessivo?


Vi pessoas que são bilhonárias e possuem fama, possuem programas em alguma emissora de TV que abusam de seus convidados. Obrigando-os a fazer o que não querem, a ter que usar o mesmo produto de beleza que foi usado por mais de 100 pessoas, colocando essas pessoas em risco de pegar alguma contaminação na boca. Tudo por um pedaço de pão ou por esperarem que ganharão algum dinheiro estando lá e se auto-sacrificando.

Infelizmente, por trás da fama e de sorrisos forçados há sede de poder.

Vejo pessoas sendo compradas para se silenciarem, vejo o corpo sendo comprado, vejo a vida sendo levada, vejo a justiça sendo deixada de lado. Tudo pelo poder desmedido.


Até onde chegará tudo isso?

Até quando a maioria se suicidará por dinheiro, fama, status e poder?

Do que adianta ter dinheiro e ser conhecido como o mais rico do mundo, se essa pessoa é pobre de espírito, é sádico e adora humilhar os que tem menos dinheiro que eles?


O amor está morrendo

Do que adianta correr agora para tentar ser bonzinho, se lá no fundo da sua alma se não existisse leis você cometeria atos absurdos? Se você passou a vida inteira maltratando várias pessoas, as humilhando, as comprando?

Não existe valor algum se o que foi feito não corresponde aos seus reais sentimentos.


Estas pessoas estão mortas por dentro.

Eis nosso mundo, um mundo onde a maioria são mortos-vivos.


Versos Góticos


Versos Góticos
(By Luna - 03.05.2009)

Em uma lápide chorosa
Encontrei lembranças esquecidas
Faces depressivas
De um amor mal amado
Escrito num livro amaldiçoado
Linhas que vertem o sangue mais inocente
Arrancado com as unhas negras Lentamente

Páginas rasuradas
Com versos que se perdem no tempo
Muitas estão queimadas
Outras se tornaram meu tormento

Versos góticos
Sonhos utópicos
Apagados e admirados
Arte bela fúnebre
Mal compreendida
Vidas sem Alma
Lágrimas e partida

Em busca de um abraço
Que transmita um pouco de paz
Um pouco de alegria
Que faça esquecer
Esta melancolia
E silenciar os fantasmas
Que cantam lembranças
Sufocam esperanças
De que um dia Você esteve aqui.

Receba em seu Email os novos Posts publicados aqui

Postagens Mais Procuradas