25 de nov de 2008

Amizade Gélida


Amizade Gélida
( LunA Daimon -26/06/08)
Mórbido é o estado em que te encontro
Ouvindo tua mente gritar
Fazendo estilhaçar os vidros da minha alma
Vejo a vida se esvaindo
Daqueles que cruzam teu negro caminho
Amargo néctar
Veneno se perdendo
Na Essência psicótica eufórica
Causando delírios e medo
Em pessoas imperdoáveis
Já para amigos admiráveis
As nuvens escuras se tornam apreciáveis
Sua simpatia se torna presente
A solidão se afasta repentinamente
As correntes soturnas se unem
Selando definitivamente
Com Fogo, Sangue e Ouro
Nossa Gélida Amizade.


Um comentário:

  1. É Luna....Para esta poesia...
    acho que nem preciso falar muito...
    Ela diz tudo...
    Perfeita, Perfeita Simetria...
    Adoravel...
    Esse poema está marcado junto a mim!!!
    Admirável, nossa amizade...
    Te adoro!!!
    Morgue

    ResponderExcluir

Seguidores

Receba em seu Email os novos Posts publicados aqui

Postagens Mais Procuradas