segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Catedral do Medo

Catedral do Medo
( LunA Daimon)

Criança Mortal
Venha até meu templo e deixe tua vida
Em minha homenagem
Hoje os sinos das catedrais do medo tocarão
Iniciando um novo caminho
Hoje as velas queimarão tua doce alma
Sim hoje as sombras invadirão esta casca que carrego
E me preencherá de Poder
Venha até mim e celebre comigo
A vida Eterna.

Catedral do medo
Deixará as correntes destrancadas
Libertem-se esta madrugada
E voem em busca de êxtase
Por mais que se esconda
Lhe encontrarei
Prepare-se
Estou chegando.

Um comentário:

  1. Ah como e bom sentir essa doce escuridão em vc.. Nebula..

    ResponderExcluir

Receba em seu Email os novos Posts publicados aqui

Postagens Mais Procuradas

Meu 2° Livro

Meu  2° Livro
Versos Negros Alma Branca é um livro de Poesias Góticas para todos que apreciam esta bela arte. Basta clicar na imagem acima para conhecer sobre o livro e efetuar o cadastro no site e compra-lo.

Seguidores